Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Projeto do Campus São Mateus entrega obras de revitalização na instituição Casa do Caminho
Início do conteúdo da página

Projeto do Campus São Mateus entrega obras de revitalização na instituição Casa do Caminho

Publicado: Sexta, 16 de Março de 2018, 13h46 | Última atualização em Sexta, 27 de Abril de 2018, 16h55
imagem sem descrição.

O projeto PIES - Instalações Elétricas Seguras, sob a coordenação dos professores Adriano Fazolo Nardoto e  Pedro Bacheti Pacheco, fez a entrega das obras de revitalização realizadas na Instituição Casa do Caminho pelo Projeto de Instalações Elétricas Seguras no dia 24 de março de 2018. Este é um marco muito importante para o Campus São, visto que será o primeiro produto entregue à Comunidade via Projeto. 

Em entrevista com os professores orientadores Adriano e Pedro, estes relatam que o projeto começou com a iniciativa também dos professores Obed e Leandro, que ao perceberem a oportunidade de alunos e professores poderem aplicar seus conhecimentos técnicos em favor da comunidade mateense, resolveram implantar o projeto em parceria com escolas e creches da região.

O público-alvo atendido pelo projeto são instituições que atendem a comunidade, tais como: escolas, creches, orfanatos, asilos para idosos, igrejas, casa de repouso, entre outras entidades semelhantes. De acordo com Adriano e Pedro, “grande parte dessas instituições estão em situações técnicas degradadas, não possuindo corpo técnico especializado para resolver esses problemas e carecem de recursos financeiros para contratação desses serviços”. Estes ressaltam ainda que “geralmente os serviços prestados a estas instituições acontecem pela ‘boa vontade’ de pessoas dispostas a ajudar, porém, sem qualificação técnica necessária para aplicar as normas técnicas vigentes, não garantindo a integridade e segurança do sistema e podendo colocar em risco a comunidade que faz o uso do local.

Participam do projeto alunos da turma do 4º EIM - Ensino Médio Integrado ao Curso técnico em Eletrotécnica - desde que iniciaram o curso,  e alunos do 4º EN – Técnico em Eletrotécnica na modalidade Concomitante, também desde o 3º módulo.

Adriano e Pedro enfatizam que o projeto visa contribuir para a melhoria nas instalações elétricas de instituições de atendimento a comunidade propiciando dignidade aos usuários, segurança e melhoras nas suas condições de funcionamento por meio da troca de saberes, envolvendo alunos do curso Técnico em Eletrotécnica na realização de manutenção em sistemas, projetos elétricos e instalações elétricas, promovendo uma formação profissional/social de maior nível.

No momento, o projeto tem como parceiros a ESP Engenharia, o projeto Tamar, a Volare, Igreja Batista Aliança e a empresa WEG, desenvolvendo ações nos seguintes centros:

- Centro Tamar: projeto executivo das instalações elétricas; projeto de iluminação externa; projeto elétrico do sistema de bombeamento; projeto de recuperação da casa de bomba e; estudo da captação da água do mar para os tanques de alojamento de tartarugas.

- CEIM Litorâneo: projeto executivo das instalações elétricas e; projeto de iluminação das salas de aula e externa.

- Igreja Batista Aliança: projeto elétrico do altar; instalação do sistema elétrico do altar proposto no projeto; manutenção preditiva com analisador térmico dos quadros elétricos da instalação e; projeto elétrico do 2º pavimento

- EMEF Litorâneo: manutenção corretiva nas instalações elétricas da escola.

Para Adriano Nardoto “o PIES (Projeto Instalações Elétricas Seguras) tem se mostrado uma ferramenta valiosa do ponto de vista pedagógico, por um lado, alunos se empenham em resolver os problemas nas instalações elétricas do público atendido, utilizando ferramentas aprendidas no curso técnico, alinhando teoria e prática e por outro lado, podemos ver as diferentes realidades que atendemos nesse projeto que sensibilizam, tanto professores e alunos, às questões sociais”.  Nos sentimos muito agraciados com o projeto pois “ é prazeroso ver alunos e professores trabalhando, sem distinção de cargo, por uma causa comum: poder contribuir para que os trabalhos das instituições contempladas pelo projeto sejam feitos de maneira digna e segura", conclui o professor.

registrado em:
Fim do conteúdo da página