Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Institucional-sm > Atividades complementares
Início do conteúdo da página

Atividades complementares

Publicado: Quarta, 10 de Maio de 2017, 18h05 | Última atualização em Quarta, 10 de Maio de 2017, 18h07

O objetivo das atividades complementares é diversificar e enriquecer a formação técnica oferecida na graduação, através da participação do corpo discente em tipos variados de eventos. É importante lembrar que a realização das atividades complementares dependerá exclusivamente da iniciativa e da dinamicidade de cada estudante, que deve buscar as atividades que mais lhe interessam para delas participar.

Atividades complementares são curriculares. Por esse motivo, devem constar no histórico escolar do estudante, mas devem ser realizadas fora dos programas das disciplinas previstas na matriz curricular do curso.

As atividades complementares são obrigatórias para todo aluno do Curso de engenharia mecânica:

Iniciação Científica: é um instrumento que permite introduzir os estudantes de graduação, potencialmente mais promissores, na pesquisa cientifica. É a possibilidade de colocar o aluno desde cedo em contato direto com a atividade científica e engajá-lo na pesquisa. Nesta perspectiva, a iniciação científica caracteriza-se como instrumento de apoio teórico e metodológico à realização de um projeto de pesquisa e constitui um canal adequado de auxílio para a formação de uma nova mentalidade no aluno. Em síntese, a iniciação científica pode ser definida como instrumento de formação.

Monitoria: deverá ser incentivada como parte da formação do aluno em atividades didáticas e acompanhamento de experiências em laboratórios, objetivando um maior equilíbrio entre teoria e prática.

Participação em eventos: atividade que envolve a participação dos alunos em congressos, seminários, conferências, simpósios, colóquios e similares, na qualidade de ouvintes.

Participação em sessões de defesa de trabalho acadêmico: atividade que envolve a presença do aluno em defesas de trabalho de conclusão de curso, de monografias, de dissertações ou de teses.

Grupos de estudo: são atividades de discussão temática, sob a responsabilidade de um professor ou grupo de professores, com a finalidade de complementação ou de aprofundamento do aprendizado e de exercícios de aplicação de conhecimento dos alunos de graduação, com promoção de palestras proferidas por profissionais dentro das várias áreas contempladas na grade curricular do curso.

Disciplinas eletivas: devem ser reconhecidas como instrumento válido de busca de conhecimento em outros campos de interesse do aluno.

Quanto à atribuição de créditos, como quesito necessário à integralização do curso de Engenharia Mecânica, o discente deverá cumprir um mínimo de 15 créditos de atividades complementares, o que equivale a uma carga horária de 225 horas. O limite máximo de créditos que se pode obter de um tipo de atividade é de 10 créditos. Assim, cria-se um mecanismo que incentiva o aluno a ter um conjunto de atividades diferentes.

A tabela a seguir resume o sistema de contagem de créditos para as atividades complementares.

Tabela 1 - Tabela 10 (PPC) – Atribuição de créditos para as atividades complementares.

Descrição da Atividade

Nº de horas

Créditos

ENSINO

1

Monitoria em disciplinas do curso

por semestre

5

2

Estágio extracurricular na instituição (laboratórios, núcleos...)

por semestre

mínimo 160h

5

3

Visita técnica

por visita

2

4

Presença em palestra técnico-científica relacionada com os objetivos do curso

por palestra

1

5

Presença em palestra de formação humanística

por palestra

1

6

Presença em defesa de trabalho de pesquisa aplicada

por participação

1

7

Curso relacionado com os objetivos do curso

por módulo de 8 h

2

8

Disciplinas eletivas

por disciplina

3

9

Participação em projetos integradores de ensino (extracurriculares)

por projeto

5

PESQUISA

10

Participação em projeto de pesquisa como bolsista ou voluntário

por semestre

5

11

Publicação de artigo completo em anais de simpósios ou encontros

por publicação

3

12

Publicação de artigo completo em anais de congressos

por publicação

3

13

Publicação de artigo completo em revista indexada em áreas afins

por publicação

5

14

Participação em congresso, simpósio, mostra de iniciação científica ou encontro técnico-científico em áreas afins

Por participação como ouvinte

2

15

Participação em congresso, simpósio, mostra de iniciação científica ou encontro técnico-científico em áreas afins

Por participação como apresentador

4

EXTENSÃO

16

Participação em evento cultural, simpósio ou evento de caráter cultural

por evento

1

17

Participação em comissão organizadora de evento como exposição, semana acadêmica, mostra de trabalhos

por evento

2

18

Ministrante de curso de extensão relacionado com os objetivos do curso

por 8 horas ministradas

2

19

Ministrante de palestra relacionada com os objetivos do curso

por palestra

2

20

Participação em projetos institucionais de extensão comunitária

por projeto

5

REPRESENTAÇÃO ESTUDANTIL

21

Representante estudantil, tal como: representante de turma, de conselhos ou de colegiados na instituição

por mandato

1

 

As seguintes observações devem ser feitas em relação às atividades complementares:

Atividades complementares realizadas antes do início do curso não podem ter atribuição de créditos.

Outras atividades realizadas pelos alunos em áreas afins ao curso de engenharia mecânica no decorrer do curso podem ser consideradas atividades complementares, desde que previamente autorizadas pelo colegiado do curso de engenharia mecânica, ficando a atribuição de créditos a cargo desse colegiado (máximo de 4 créditos).

A denominação das atividades complementares realizadas pelo estudante deve constar do seu histórico escolar com o número de créditos atribuído.

registrado em:
Fim do conteúdo da página