Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Governo apresenta Planos de Ação para o desenvolvimento sustentável das microrregiões capixabas

Publicado: Segunda, 09 de Maio de 2022, 16h31 | Última atualização em Segunda, 09 de Maio de 2022, 16h31

Ifes é um dos parceiros do projeto.

O Governo do Estado apresenta, na terça-feira (10), às 10 horas, os Planos de Ação do Projeto Desenvolvimento Regional Sustentável do Espírito Santo (DRS-ES), instrumento que será utilizado para promover o crescimento descentralizado nas microrregiões capixabas. O lançamento será no Palácio Anchieta, em Vitória, e contará com a presença de representantes dos Conselhos Regionais e de instituições parceiras, entre as quais está o Ifes.

O Projeto DRS-ES teve início em 2019 e foi estruturado em dois eixos. O primeiro trata da formação dos Conselhos de Desenvolvimento Regional Sustentável (CDRS), que conta com representantes das diversas esferas do poder público e da sociedade civil das nove microrregiões participantes. Por meio das Câmaras Temáticas, os Conselhos definiram os temas prioritários, aprofundando os assuntos relevantes para cada microrregião.

O segundo eixo está ligado ao Projeto de Pesquisa, composto pelo Diagnóstico e pela elaboração do Plano de Ação, parceria entre o Instituto Jones dos Santos Neves (IJSN), a Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e o Ifes, com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Espírito Santo (Fapes).

O diagnóstico contou com equipes de pesquisadores coordenadas por professores da Ufes e do Ifes. Foram feitos levantamentos e análises de dados e de informações técnicas que permitiram ampliar a compressão sobre as necessidades de cada território e, também, descentralizar a produção do conhecimento em todo o Estado.

Já o Plano de Ação é um instrumento que contém projetos, metas e responsáveis para a promoção do desenvolvimento do Espírito Santo de forma integrada e sustentável. O documento abrange ações nas áreas territorial, ambiental, social, econômica e de gestão pública para cada microrregião. Ao todo, foram 519 demandas recebidas, que passaram pelas etapas de análise, hierarquização, até chegar ao total de 45 ações priorizadas, escolhidas em votação pelos Conselhos Regionais.

 

Fonte: Assessoria de Comunicação Social do Ifes (Reitoria).

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página